Quanto custa montar uma loja virtual?

Abrir um negócio online pode ser mais barato e vantajoso do que uma loja física

Em 2017, o e-commerce nacional deve faturar cerca de R$ 60 bilhões, de acordo com a previsão da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm). Essa receita corresponde a um crescimento de 12% em relação ao ano anterior. Sendo assim, o momento é perfeito para a abertura de uma loja virtual. 

Antes de pensar nos custos, no entanto, é preciso fazer um planejamento de toda a operação. Além de definir o produto ou serviço, deve-se ter em mente o nicho de mercado, público-alvo, forma de pagamento que será usada, logística e plano de marketing. Com todos esses pontos acertados, o primeiro desafio é escolher a plataforma do negócio.

De modo geral, o empreendedor encontra três opções de plataformas para montar sua loja virtual: 

Open Source

Essas plataformas são sistemas de e-commerce gratuitas, desenvolvidas por comunidades de programadores. Elas estão disponíveis na internet, mas é preciso entender de programação para instalar o sistema e fazer as adaptações necessárias. Caso você não tenha conhecimento nesta área, um profissional ou empresa especializada pode cobrar de R$ 6 mil a R$ 15 mil por este trabalho. Além disso, a manutenção deve ser feita regularmente para que a plataforma continue funcionando normalmente.

SaaS

Conhecidas como plataformas alugadas, essa opção é boa para o pequeno e médio empresário que está começando, já que o processo de criação é menos complicado e o custo pode ser mais baixo se comparado a outros modelos. A plataforma pode ser usada mediante ao pagamento de uma mensalidade ou qualquer outro tipo de taxa, como a participação sobre as vendas, por exemplo. O mercado oferece uma gama imensa de possibilidades, por isso os preços variam muito. Dependendo das propriedades oferecidas, os valores podem ir de R$ 50 a R$ 8 mil. 

Exclusiva

Uma plataforma exclusiva requer um investimento bem mais alto, pois depende de uma equipe de desenvolvedores e muito tempo até que ela seja finalizada e moldada às necessidades do negócio. Não há como definir um preço, já que tudo dependerá das demandas do empreendedor. 

Além das plataformas, a loja virtual deve contar ainda com outros softwares para assegurar a segurança das transições, principalmente conforme o número de vendas for crescendo. Qualquer negócio precisa pelo menos do básico: certificado de segurança (R$ 100 a R$ 500 por ano), sistema antifraude (R$ 50 a R$ 200 por mês) e gateway de pagamento (cerca de 3,99% do valor, somado com uma taxa por cada venda).


Categoria(s): Como Planejar