Como fazer um pitch de sucesso?

Saber apresentar seu negócio de maneira convincente é o primeiro passo para conseguir clientes e investidores

Investidores são extremamente importantes para iniciar as operações de uma nova empresa ou acelerar o crescimento de uma que já está em andamento. No entanto, convencer o sucesso de algo sem oferecer argumentos fortes pode – se feito de maneira errada - ter o efeito contrário e afastar possíveis apoiadores. 

 

Com a falta de tempo do mundo corporativo, o pitch se torna ferramenta indispensável para quem deseja vender um serviço ou produto. A modalidade nada mais é do que uma apresentação rápida e direta do seu negócio. 

 

Embora pareça simples, resumir uma empresa em um discurso curto é um grande desafio. Em poucas palavras, o outro lado precisa se convencer de que o que a sua marca está oferecendo é relevante. 

 

Um pitch é normalmente pensado como uma conversa de elevador. A ideia é tratar os pontos básicos, apresentando a solução para o problema, o público a quem é destinado e o diferencial. Se o tempo permitir, expandir para equipe, estudo de mercado e projeções financeiras podem ser os outros assuntos abordados. Tudo dependerá do período que estiver disponível e do tipo de negócio que você está apresentando. 

 

O maior obstáculo do processo é transmitir todas as informações necessárias de uma forma resumida. As pessoas tendem a querer explicar tudo nos mínimos detalhes para haja aderência, mas o pitch serve justamente para chamar a atenção para uma conversa mais completa. 

 

O objetivo é engajar quem está do outro lado e atiçar o interesse. A maioria das pessoas não fecha o negócio somente com o pitch, mas é ele que abre oportunidades para reuniões e conversas futuras. 

 

Como treino, a dica é sempre usar como base o pitch de 1 minuto. Neste período, você precisa conseguir explicar sobre o que é o seu negócio, mas, principalmente, quais são os benefícios que serão trazidos por ele. A pessoa que está ouvindo sua fala precisa ver vantagem no seu empreendimento. 

 

Então, treine muito e pratique com pessoas da sua confiança para saber o que pode ou não ser melhorado. Aposte não somente no técnico, mas também no emocional. Afinal, é necessário empatia. 


Categoria(s): Finanças