Concessão de patentes: como facilitar o processo

O que fazer para evitar uma década de espera na hora de patentear o seu produto

O processo de concessão de patentes no Brasil demora até 14 anos para determinados setores, o que pode prejudicar o desempenho e a lucratividade do negócio. No entanto, há dicas que podem facilitar esse trâmite. O Portal Sociedade de Negóciostraz algumas delas: 

 

Pesquise e planeje 

Antes de entrar com um pedido de patente para o seu produto, pesquise se existem itens similares ou idênticos já patenteados. De acordo com o Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI), solicitações que se assemelhem a algo já criado por terceiros não serão deferidas. Dessa forma, é possível evitar um tempo de espera desnecessário caso sua tecnologia não seja completamente inovadora ou não esteja de acordo com as exigências.

 

Fique atento aos requisitos 

Estar ciente das documentações e requisitos necessários para a concessão de patentes precisa estar na lista de prioridades. São eles: conteúdo técnico (relatório descritivo, quadro reivindicatório, resumo e, se necessário, desenho e listagem de sequências), formulário preenchido e comprovante de pagamento. Além disso, vale se atentar às taxas: microempresas e pessoas físicas, por exemplo, têm direito a descontos. 

 

Acompanhe o andamento

No decorrer das etapas, existe a possibilidade de novos documentos serem pedidos. Portanto, acompanhar o andamento da solicitação é uma estratégia para que o processo flua mais rápido. Além disso, é de responsabilidade do usuário não perder os prazos para o processo não trave. O próprio Instituto Nacional da Propriedade Industrial fornece manuais para o depositante de patentes e para o acompanhamento das etapas.   

 

Verifique se é possível acelerar o processo

Em determinados casos, é possível agilizar o exame de patentes. Idade, pedido de recursos de fomento e produtos para a saúde, além do uso indevido do invento são alguns exemplos de fatores aceleradores. 

 

 


Categoria(s): Operações