Sim, o sucesso do seu evento depende das redes sociais

Não é mais possível dissociar este tipo de acontecimento das mídias digitais. E, para performar, engajamento antes, durante e depois é fundamental

Não é mais possível dissociar este tipo de acontecimento das mídias digitais. E, para performar, engajamento antes, durante e depois é fundamental

 

Não basta criar, é preciso engajar. Assim é o mantra de 10 em cada 10 produtores de evento. Entenda-se por “engajar” a mobilização do público-alvo via mídias sociais antes, durante e depois da convenção. Engenharia poderosa nesse processo, a presença virtual merece cuidado especial por parte dos organizadores.

 

É evidente que mobilizar a audiência não impede o fracasso do evento, especialmente se este for mal organizado, ocorrer em um local com infraestrutura precária ou levar palestrantes fracos. O efeito na web, nesses casos, pode ser potencialmente letal.

 

Mas como o foco é sempre o sucesso, há etapas a serem cumpridas e, uma vez sendo exercidas com excelência, seu evento caminha a passos largos rumo ao estouro.

 

Primeiro lance nesse tabuleiro é montar um bom planejamento. Esteja a empresa com verba generosa ou em contenção de gastos, esquematizar faz-se essencial. Quais canais de mídia serão utilizados? Qual a linha editorial adotada?

 

Uma das medidas é nomear um responsável para a divulgação nas redes. Ele será encarregado por gerenciar os perfis sociais e engajar a audiência.

 

Outro ponto focal atende por “conteúdo”. É por meio dele que os participantes serão mobilizados e provocados para ir ao evento ou falar dele depois. Informações sobre os palestrantes, dicas sobre o teor dos temas e serviços, localização, horários, estacionamento e alimentação são sempre bem-vindas, além de material de apoio, com vídeos e slides.

 

Vislumbre que esse material deve “ser filho da mesma mãe”, isto é, manter a mesma identidade visual e cores do evento em questão.

 

Se a verba permitir, vale investir em uma campanha de marketing digital, com posts patrocinados.

 

Uma boa saída é firmar parcerias online, com trocas de divulgação entre os patrocinadores, palestrantes e até entre influenciadores do trade.

 

Durante o evento, usar uma hashtag e contratar um profissional social media para alimentar os canais auxilia quem não pode acompanhar o que está se passando. Abuse de redes com Instagram e Facebook, que permitem lives e a gravação de pequenos vídeos.

 

Por fim, e não menos importante, está o pós-evento: informações sobre as palestras, os insights surgidos no dia e o download das palestras fideliza quem esteve lá e instiga quem não foi. Lembre-se que o sucesso do pós-evento é que estimulará o público para ir ao próximo.

 

Fotos: https://shutr.bz/2tlIE7F e https://shutr.bz/2tlrrLn


Categoria(s): Operações